Hoje é segunda-feira, 18 de dezembro # O Real Madrid venceu o Grêmio de 1x0, gol de Cristiano Ronaldo batendo falta e é o campeão mundial de clubes de 2017 # Faltam 13 dias para a chegada do ano de 2018.
cargas e cais jose oliveira granel quimica humberto gomes
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 São Luis 405 anos
 Copa 2014
 Copa Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Petrobras registra lucro líquido de 4,8 bilhões de reais no primeiro semestre de 2017
Empresa destaca a entrada em operação da plataforma P-66, na área do pré-sal da Bacia de Santos


O lucro líquido da Petrobras atingiu R$ 4,8 bilhões no primeiro semestre de 2017, revertendo o prejuízo registrado no mesmo período do ano anterior e refletindo a melhora no desempenho operacional da companhia, apesar da menor venda de derivados no mercado brasileiro.  Esse resultado foi alcançado pelo aumento da receita com exportações, em função de maiores volumes e preços de petróleo, assim como menores despesas de vendas, gerais e administrativas e menores gastos com importações de petróleo, derivados e gás natural, além do ganho apurado com a venda da participação na Nova Transportadora do Sudeste. Por outro lado, consta no Relatório divulgado pela Petrobras nesta semana, houve gastos com adesão aos programas de regularização tributária e maiores participações governamentais, devido ao aumento da cotação do Brent.

Neste semestre a Petrobras registrou produção total de petróleo e gás natural de 2.791 mil boed, sendo 2.671 mil boed no Brasil, 6% acima do registrado no 1S-2016. A empresa destaca também a entrada em operação, em maio, da plataforma P-66, na área de Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos e o recorde mensal de produção operada de petróleo e gás natural na camada pré-sal, atingido em junho, de 1.686 mil barris de óleo equivalente por dia (boed). As vendas de derivados no mercado doméstico foram impactadas pela retração da demanda e pela concorrência mais acirrada com os demais players, atingindo 1.943 mil bpd, uma queda de 7% em comparação com o 1S-2016. A companhia manteve sua posição de exportadora líquida com saldo de 401 mil bpd, em função do aumento em 48% das exportações de petróleo e derivados e da redução em 25% das importações, em comparação ao 1S-2016. Contribuiu para a diminuição nas importações o aumento da participação de óleo nacional na carga processada.

Com a maior geração operacional e a redução de investimentos, a companhia alcançou um fluxo de caixa livre de R$ 22,7 bilhões no 1S-2017 e de R$ 9,3 bilhões no 2T-2017. A Petrobras comemora o nono trimestre consecutivo de fluxo de caixa livre positivo.  A continuidade de uma gestão ativa da dívida possibilitou o alongamento do prazo médio de 7,46 anos, em 31.12.2016, para 7,88 anos, em 30.06.2017, bem como a redução do endividamento líquido em dólares em 7%, que passou de US$ 96,4 bilhões em 31.12.2016 para US$ 89,3 bilhões em 30.06.2017.  O EBITDA Ajustado foi de R$ 44,3 bilhões no 1S-2017, 6% superior ao mesmo período do ano anterior, tendo alcançado um margem de 33%. No trimestre, o EBITDA Ajustado foi de R$ 19,1 bilhões.

Com isso, a métrica financeira Dívida Líquida Ajustado traçada pela Petrobras no seu Plano de Negócios e Gestão foi reduzida de 3,54 em 31.12.2016, para 3,23 em 30.06.2017. O efetivo de pessoal da companhia em 30.06.2017 foi de 63.152 empregados, uma redução de 18% em comparação a 30.06.2016 em função do Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV).

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Assessoria Petrobras
Data da Notí£©a: 11/08/2017

Untitled