Novembro Azul: um mês inteiro de campanha contra o câncer de próstata # Hoje é sexta-feira, 24 de novembro, dia do Quadro de oficiais da Marinha do Brail # O Grêmio sai na frente na disputa pela Taça Libertadores ao derrotar de 1x0 o Lanus da Argentina na primeira partida da decisão.
orizon supplier propaganda1 propaganda2 humberto gomes
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 São Luis 405 anos
 Copa 2014
 Copa Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Vice Almirante Wilson Pereira Filho presta homenagem ao Dia Marítimo Mundial
O Diretor de Portos e Costa destacou a data e falou do tema Conectando Navios, Portos e Pessoas


Na solenidade da Capitania dos Portos do Maranhão e o Sindicato dos Agentes de Navegação do Estado do Maranhão – Syngamar, que juntos homenagearam o Dia das Secretárias e Dia Marítimo Mundial, coube ao Ajudante da CPMA, Capitão de Fragata Jefferson Oliveira de Almeida (foto), ler a Mensagem do Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, Comandante da Diretoria de Portos e Costas, alusiva ao Dia Marítimo Mundial.

MARINHA DO BRASIL
DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS
Rio de Janeiro, 26 de setembro de 2017

ORDEM DO DIA Nº 2/2007
ASSUNTO: DIA MARÍTIMO MUNDIAL

Como acontece todos os anos desde 1978, comemoramos na última semana de setembro, em todas as partes do mundo, o Dia Marítimo Mundial, que foi estabelecido pela Organização Marítima Internacional (IMO). A iniciativa destina-se a realçar em data específica, a importância do transporte marítimo para a humanidade, escolhendo-se anualmente um tema para enfatizar um aspecto relevante das atividades daquela Organização e seus 169 estados membros, dentre eles o Brasil.

O tema escolhido em 2017 pela IMO para marcar a data foi: “Conectando navios, portos e pessoas”. Podemos verificar que ao se referir ao mar, o tema escolhido complementa o de 2016, que foi: “Transporte marítimo: indispensável para o mundo”. Estes dois temas nos levam à reflexão, pois sintetizam duas características essenciais da atividade marítima: o mar como fator de união entre as nações e sua imprescindibilidade para a sobrevivência da humanidade.

O Brasil é possuidor de fatores decisivos para o Poder Marítimo, como posicionamento geográfico privilegiado, população numerosa e grande extensão territorial. Tais condições compõem as teorias que foram apresentadas ao mundo pelo Almirante Alfred Thayer Mahan no final do século XIX. Na ocasião, o estrategista apresentou a relevância de uma nação ser forte e atuante no mar. Em nosso país, bem antes, nos meados do mesmo século, surgia um visionário: Irineu Evangelista de Souza, o Visconde de Mauá que em 1846, como grande empreendedor, adquiriu uma pequena fundição situada na Ponta da Areia, em Niterói. Imprimiu-lhe uma nova dinâmica empresarial, transformou-a em um estaleiro. Deste complexo saíram mais de setenta e dois navios em onze anos. Nascia a indústria naval brasileira. Mauá percebeu que o desenvolvimento nacional estava no transporte marítimo, tornando-se o Patrono da Marinha Mercante Brasileira.

Dados recentes, consonantes com a conferência das Nações Unidas sobre o comércio e desenvolvimento, mostram que cerca de 80% do volume e mais de 70% do valor do Comércio Global são transportados por via marítima e manipulados em portos por todo mundo. O Brasil, como nona economia mundial e um PIB de US$ 1,77 trilhão em 2016, é um ator fundamental na manutenção dos índices mundiais do Comércio.

Os desafios apresentados pelo modal marítimo vêm sendo superados dia após dia, especialmente, com o surgimento de novas tecnologias, que impõem aos atores dedicados à atividade uma adaptação e renovação constantes. O Brasil, como os demais estados membrosdessa importante Organização, vem acompanhando a evolução das estratégias marítimas, do transporte marítimo, bem como as inovações nas áreas da segurança da navegação e da preservação do meio ambiente.

Neste diapasão, no último ano, a Diretoria de Portos e Costas (DPC), em consonância com as orientações do Diretor-Geral de Navegação, manteve continuados esforços na atualização constante das Normas da Autoridade Marítima (NORMAM) e deu prosseguimento ao processo de implementação do Porto Sem Papel, procurando manter-se alinhada com as diretrizes e resoluções da IMO, bem como com as aspirações do Governo Federal, no tocante ao processo de desburocratização.

Cabe ressaltar, ainda, as ações empreendidas para o aprimoramento contínuo dos sistemas corporativos da Autoridade Marítima, como a integração desses sistemas, o agendamento do atendimento nas Capitanias dos Portos pela internet e o trâmite eletrônico de documentos afetos à certificação de aquaviários, este já operacional em três Capitanias dos Portos. Já estão em fase final as obras de instalação dos modernos simuladores desenvolvidos pela Marinha do Brasil para proporcionar recursos instrucionais, no estado da arte, para a formação e qualificação de aquaviários no CIAGA.

Em tempos de “mares encapelados”, diante de um cenário pleno de desafios, tanto no campo político como econômico, estimulo a todos os integrantes de nossa comunidade marítima e portuária que se mantenham “firmes no timão” e otimistas. Estabeleçam parcerias sinérgicas, objetivando a solução de problemas, buscando assertividade no emprego de recursos e redução de custos. Contudo, não percam o foco na manutenção dos padrões de segurança exigidos pela Autoridade Marítima em nossas águas jurisdicionais, e sempre atentos à importância do fator humano na atividade marítima, em especial do aquaviário brasileiro. Os navios e portos não param.

Aproveito a oportunidade para homenagear todos os homens e mulheres, que integram a nossa gloriosa Marinha Mercante e que, diuturnamente, com grande esforço, contribuem para o desenvolvimento do país, operacionalizando o cerne da economia brasileira: o nosso transporte marítimo. Não esqueçamos jamais: o mar é essencial para o Brasil.

Por fim, gostaria de concitar a todos os que navegam em nossas águas jurisdicionais, que se conscientizem da importância da fiel obediência às normas estabelecidas pela Autoridade Marítima, só assim nossos mares e rios estarão cada vez mais limpos e seguros.

A Marinha invicta de Tamandaré uma vez mais saúda a briosa Marinha Mercante
de Mauá!

Viva o Brasil!


WILSON PEREIRA DE LIMA FILHO

Vice-Almirante, Diretor de Portos e Costa da Marinha do Brasil

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Diretoria de Portos e Costas
Data da Notí£©a: 03/10/2017

Untitled