Hoje é quarta-feira, 20 de junho de 2018 # Dia do Revendedor, dia do Vigilante e Internacional do Surf # Resultados de ontem da Série B: Ponte Preta 1x1 CSA de Alagoas e Avaí 3x3 Guarani de Campinas # Pela Copa do Nordeste o Sampaio Corrêa venceu o ABC de Natal de 1x0.
humberto gomes granel quimica propaganda2 internacional maritima
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 BP Changri-lá
 Nosso Papai Noel
 São Luis 405 anos
 Copa 2014
 C. Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Porto do Itaqui terá monitoramento marítimo para tráfego de embarcações
Documento protocolar foi entregue pela Emap ao Capitão dos Portos CMG Márcio Melo


Comitiva da Emap na Capitania dos Portos
Em reunião realizada no final de fevereiro, na Capitania dos Portos do Maranhão, a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) protocolou solicitação de licença da Marinha do Brasil para implantação do Sistema de Gerenciamento e Informação do Tráfego de Embarcações (VTMIS) para o Porto do Itaqui. O documento foi entregue pelo presidente da EMAP, Ted Lago, ao comandante da Capitania dos Portos no Maranhão, capitão de Mar e Guerra, Márcio Ramalho Dutra Melo.

O projeto de implantação foi elaborado em conjunto com a Secretaria Nacional de Portos, dentro das ações do Programa Cadeia Logística Portuária Inteligente, conforme norma (NORMAN 26) da Marinha do Brasil. Uma vez implantado, o sistema vai monitorar dados de tráfego de embarcações por meio de estações remotas, equipadas com sensores (radares e câmeras), abrangendo os canais interno e externo e as áreas de fundeio.

O objetivo é garantir a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar, aumentar a eficiência do tráfego marítimo, auxiliar na prevenção da poluição marinha, proteger as comunidades e a infraestrutura portuária, além de monitorar as condições ambientais. Tudo isso com foco no cumprimento de padrões marítimos internacionais na área de cobertura do porto.

“Nossa equipe fez alguns ajustes para que o projeto atenda a nossa realidade, ampliando e qualificando as informações sobre o tráfego marítimo. A implantação do VTMIS elevará o Complexo Portuário do Itaqui a um novo patamar de segurança das operações”, afirmou Ted Lago. “Esse novo sistema está alinhado com a nossa missão, como Autoridade Marítima, que é de ampliar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e a proteção ao meio ambiente”, disse o comandante Dutra.

Os benefícios do VTMIS não se restringem ao Porto do Itaqui e alcançam todo o Complexo Portuário, incluindo os terminais privados da Vale e Alumar e toda a comunidade portuária. O sistema será integrado ao Centro de Controle Operacional da EMAP por meio de estações remotas.

Entre os dados dos navios que poderão ser coletados e informados pelo software do sistema estão data e hora da chegada da embarcação à área de fundeio, início e fim da utilização do canal de navegação, embarque e desembarque do prático, atracação e desatracação, além de acidentes ou incidentes na área de cobertura. O VTMIS também vai permitir o compartilhamento de dados com os órgãos anuentes,     como Receita Federal, Polícia Federal e demais órgãos públicos envolvidos nas operações portuárias, terminais privados e praticagem.

A implantação do sistema prevê a construção de três estações para instalação de sensores em terra, além de estações meteorológicas e de monitoramento de correntes. Segundo o comandante Dutra, agora o projeto será analisado pelo Comando do Distrito Naval, em Belém, e depois encaminhado à Diretoria de Hidrografia da Marinha. Após a obtenção da licença será iniciado o processo de licitação. Os recursos para viabilização do sistema serão provenientes de investimento próprio da EMAP e do Governo Federal.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Emap
Data da Notí£©a: 11/03/2018

Untitled