Hoje é 22 de julho, segunda-feira, dia do Trabalhador Doméstico # A derrota do Imperatriz diante do Confiança pelo placar de 3x1 não apenas tirou o Sampaio da liderança e, também, empurrou o Cavalo de Aço para fora do G-4 da Série C do campeonato brasileiro de futebol.
cargas e cais propaganda1 propaganda2 jose oliveira
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Receita Federal apreende 760 quilos de cocaína no porto paranaense de Paranaguá
A droga estava em um contêiner de carne de frango congelada e teria como destino Antuérpia, na Bélgica


Porto de Paranagua e seu vasto comércio de contêiner
Auditores fiscais da Receita Federal apreenderam nessa sexta-feira (4) cerca de 760 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá (PR). A droga estava em um contêiner de carne de frango congelada e seria levada para Antuérpia, na Bélgica. É a primeira apreensão do ano no porto, segundo informações do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional).

Os traficantes inserem a droga sem o conhecimento do exportador depois que a mercadoria é embarcada, prática conhecida como rip-on/rip-off. Segundo o sindicato, a carne de frango foi apreendida e impedida de seguir. Ao ser violada, feriram-se os padrões sanitários internacionais.

Segundo o Sindifisco Nacional, as apreensões de partidas de cocaína têm sido frequentes. Em 9 de julho do ano passado, fiscais foi desmontada uma quadrilha que arrombava contêineres, falsificava lacres e embarcava a droga para o exterior. Os criminosos usavam os portos do Rio de Janeiro, do Espírito Santo e de São Paulo. Integrantes do grupo foram presos em condomínios de luxo do Rio de Janeiro.

No dia 24 de março, auditores fiscais impediram que 2 toneladas de cocaína seguissem do Porto de Santos para Espanha, França e Alemanha. No dia 1º do mesmo mês, no mesmo porto, as equipes impediram o embarque de 355 quilos da droga, que iam para a Alemanha.

Nos dias 28 e 29 de fevereiro, uma carga de 1,3 tonelada do cocaína foi impedida de ser enviada do Rio para o Porto de Tema (Gana), com escala na Europa.

Até a metade de 2018, foram apreendidos 13 compartimentos de carga com pouco mais de 4 toneladas de cocaína.

Um balanço feito pelas autoridades e divulgado nos últimos meses de 2018, apontou que 23 toneladas de cocaína foram apreendidas nos portos brasileiros somente neste ano pela Receita Federal. As ações contra o tráfico internacional de drogas estão obtendo vitórias devido aos equipamentos modernos, esforço contínuo dos agentes e alfândegas brasileiras e monitoramento 24 horas ao dia nos terminais portuários. Gerson Zanetti Faucz, auditor-fiscal e delegado da Receita Federal em Paranaguá, destacou que somente no Porto de Paranaguá existem 400 câmeras de monitoramento de alta resolução, sistemas informatizados, scanner de alta potência, 27 recintos aduaneiros espalhados pela área portuária e cães de faro utilizados esporadicamente com foco em todo tipo de fiscalização, mas principalmente na apreensão de cocaína e combate ao tráfico de drogas e contrabandos em geral.

MB inaugura o Centro Integrado de Segurança Marítima

No dia 17 de dezembro, foi realizada a cerimônia de inauguração do Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR). O evento contou com as presenças do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; Comandante de Operações Navais, Almirante-de-Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster; Diretor Geral de Navegação, Almirante-de-Esquadra Leonardo Puntel; Comandante em Chefe da Esquadra, Almirante-de-Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva, e do Comandante do CISMAR, Capitão de Mar e Guerra Rogerio Pinto Ferreira Rodrigues.

A transformação do Comando do Controle do Tráfego Marítimo (COMCONTRAM) em CISMAR nasceu da decisão de criar um órgão centralizador, com capacidade de reunir todos os dados de segurança da navegação e de proteção marítima.

O CISMAR atuará de forma permanente e coordenada com o Departamento de Polícia Federal, a Secretaria da Receita Federal do Brasil, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, a Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Visando o fortalecimento da interoperabilidade com as agências governamentais do Poder Marítimo em suas áreas e, consequentemente, o incremento da Consciência Situacional Marítima nas Águas Jurisdicionais Brasileiras, serão criados Centros Locais de Segurança Marítima (CLSM), nos Distritos Navais, inseridos em seus respectivos Centros de Operações, com foco na segurança marítima da sua área de jurisdição e com sistemas integrados ao CISMAR.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: O Globo
Data da Notí£©a: 05/01/2019

Untitled