Hoje é sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021, dia do Comediante # Termina o Brasileirão com um saldo bem distinto para os times cariocas. Flamengo campeão, Fluminense quinto colocado e Botafogo e Vasco da Gama rebaixados para a Série B.
servimar engenharia ColunaRAMOS Formula Um alumar40anos
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Amigos da Marinha
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Consócio Alumar
Itaqui
 Site da Antaq
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
Comandante RAMOS
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 408 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru
TV no Brasil: 70 anos
Hinos do Brasil

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Bolsonaro entrega 125 títulos de propriedade de terra na cidade de Alcântara, no Maranhão
O presidente também rebateu o governador Flávio Dino por recursos para a saúde e falou do auxílio emergencial


Presidente Bolsonaro, em Alcântara Maranhão
O presidente Jair Bolsonaro participou na manhã desta quinta-feira (11/02) da cerimônia de entrega de títulos de propriedade de terras em Alcântara, no Maranhão. O evento aconteceu no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), instalação da Força Aérea Brasileira de lançamento de foguetes científico-tecnológicos. De acordo com o presidente, a emissão desses títulos está pendente desde a década de 1980, quando as famílias foram remanejadas do seu local de origem para agrovilas no município, para construção do CLA. Para a implantação do projeto do centro, foi desapropriada uma área de segurança de mais de 62 mil hectares.

Na ocasião, uma fazenda foi adquirida e incorporada ao patrimônio da União e cada família recebeu uma gleba rural de 15 hectares e um lote urbano com uma residência. Agora, 125 famílias foram beneficiadas com a regularização das propriedades, promovida pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU), do Ministério da Economia, em conjunto com o Comando da Aeronáutica. “Sei das dificuldades das cidades pequenas e nós devemos ajudar os seus moradores. E essa é uma forma de dar dignidade ao homem do campo”, disse Bolsonaro em seu discurso. “Não existe preço por estar em suas mãos um título de propriedade, para dizer que é seu, 'eu posso investir, posso buscar recursos, posso fazer financiamentos e melhorar aquilo que, agora, é meu'”, acrescentou o presidente.

Enquanto o Governador do maranhense Flavio Dino ajuizou uma ação no Supremo para que o Governo Federal reative o pagamento de leitos de UTI exclusivos para a covid-19 – leitos esses que ele sempre anunciou como sendo recursos do Estado – o presidente Jair Bolsonaro afirmou, em seu discurso na cidade de Alcântara, que o Estado não tem motivos ara reclamar desse assunto. “No ano passado o Governo Federal dispensou R$ 18 bilhões para o Maranhão. Desse total, 1,3 bilhão somente para o setor de saúde. E 190 milhões de forma exclusiva para leitos de UTI covid. Então não se justifica qualquer reclamação por parte do governador de que não existir leitos de UTI para atender aos irmãos maranhenses”, afirmou o presidente Bolsonaro.

AUXÍLIO EMERGÊNCIAL - Na base espacial de Alcântara, conversando com os jornalistas, o presidente da República informou que o auxílio emergencial pode voltar agora a partir de março em até 4 meses, mas não disse o valor de cada parcela. No ano passado, o recurso, ao valor de R$ 300 bilhões, ajudou mais de 68 milhões de brasileiros em situação de miséria. Bolsonaro disse ainda que o auxílio emergencial causa um “endividamento enorme para o país”, mas que “está quase certo, não sabemos ainda o valor. Se tudo correr como o esperado, poderá já ser pago agora em março, com aplicabilidade de três, quatro meses. É o que está sendo acertado com o Executivo e com o Parlamento também, porque temos que ter responsabilidade fiscal”, disse o presidente.

Ele aproveitou ainda a oportunidade para rebater e discordar daqueles que defendem o fechamento pleno do comércio e indústria e criticou os que pregam o travamento das atividades produtivas como forma de evitar aglomerações.

O Centro de Lançamento de Alcântara

Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) é a denominação da segunda base de lançamento de foguetes da Força Aérea Brasileira. Sedia os testes do Veículo Lançador de Satélites (VLS) e destina-se, futuramente, a realizar missões de lançamento de satélites. O CLA está situado na latitude 2°18’ sul, e tinha originalmente uma área de 620 km², no município de Alcântara, a 32 km de São Luís, capital do estado brasileiro do Maranhão.

Histórico - 1° de março de 1983 é considerada a data oficial de inauguração do CLA – quando foi ativado o Núcleo do Centro de Lançamento de Alcântara (NUCLA), com a finalidade de proporcionar apoio logístico e de infraestrutura local, assim como garantir segurança à realização dos trabalhos a serem desenvolvidos na área do futuro centro espacial no Brasil. Nessa época, as famílias que residiam no local começaram a ser retiradas e transferidas para sete agrovilas, localizadas a 14 km de Alcântara. Apenas em Novembro de 1989 o CLA se tornou efetivamente operacional, quando, na "Operação Pioneira", os primeiros foguetes do tipo SBAT foram lançados.

O CLA foi criado como alternativa ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), localizado no estado do Rio Grande do Norte, pois o crescimento urbano em seus arredores não permitia ampliações da base. Devido à proximidade com a linha do equador, o consumo de combustível para o lançamento de satélites é menor em comparação com bases em latitudes maiores. No âmbito do mercado das missões espaciais internacionais, o CLA se tornará provavelmente o único concorrente do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa. Ao contrário deste, entretanto, o centro brasileiro não opera lançamentos constantes (ainda não lançou nenhum satélite) em razão de atrasos logísticos e tecnológicos.

A proximidade da base com a linha do equador (2 graus e 18 minutos de latitude sul): a velocidade de rotação da Terra na altura do Equador, auxilia o impulso dos lançadores e assim favorece a economia do propelente utilizado nos foguetes sendo estimada uma economia em até 30 % de combustível. A disposição da península de Alcântara: permite lançamentos em todos os tipos de órbita, desde as equatoriais (em faixas horizontais) às polares (em faixas verticais), e a segurança das áreas de impacto do mar que foguetes de vários estágios necessitam ter. A base é considerada uma das melhores do mundo pela sua localização geográfica, por estar a dois graus da linha do Equador.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Agência Brasil / Redação
Data da Notí£©a: 11/02/2021

Untitled